Capítulo 3
Passaram uns meses e o Prince está irreconhecível. Nada resta do destroço de cão que era. O pelo está fofo e bem cheiroso, o olhar brilhante, a cauda constantemente a abanar.
Também teriam dificuldade em reconhecer a D. Maria se a vissem. Anda mais ligeira, mais sorridente. Mostra as fotos do menino a torto e a direito e tem sempre histórias para contar; como o Prince é esperto, como é meigo, como parece compreender tudo o que ela lhe diz…
Regressa a casa numa ânsia de abraçar o Prince. Até conseguiu, no emprego, diminuir o intervalo de almoço, só para poder sair mais cedo e ir passear o seu querido Prince.
Nesses passeios, principalmente os mais longos ao fim de semana, a D. Maria encontra outras pessoas que passeiam com os cães. Enquanto os cães se cheiram, ela troca histórias com os recem conhecidos e faz amizades.
Aprende muitas coisas sobre cães, tem uma curiosidade inesgotável e quer sempre saber mais.
A D. Maria não compreende como foi possível passar toda uma vida sem conhecer a maravilha que é o amor de um cão, amar e ser amada sem condições, sem expectativas, apenas desfrutar o prazer de estar juntos.
Não, se encontrassem a D. Maria, de certeza que não a reconheceriam!

2 comentários:

legal disse...

Parabéns pelo seu blogger, gostei muito, ser você quiser me visita no meu blogger tem bastante coisa legal, tem moranguinha jogos, Escreva seu nome japonês, dicas de blog como ganha dinheiro ou mais visita no blogger, relógio e calendário com sua foto, album foto, desenho anime, poema, poesia, frases, musica, radio, msn nick, mario bros, mapa do google, cria texto avatar, curso de inglês, japonês, italiano, hebraico, chinês, bbb10, torpedo grátis, Criar uma imagem Glitter, noticia da copa da África do sul, dicas de como ganha dinheiro na internet, viaja, etc..

coisa legal
http://bloglegalnovo.blogspot.com

ou

coisa legal
http://www.up.dahora.net

Copa na África
http://www.cupafrica.dahora.net

Espero que você seja meu seguidor

Aline disse...

Ai que história linda..
tem tantas D. Maria por aii.. e deveriam existir algumas mais...

Bom.. um dia eu fui uma d. Maria e de certeza que não me reconhecem.. pelo menos não os mais sensíveis.

"Sempre que um cão sai das minhas mãos para uma nova família, desejo que o tratem tão bem, ou ainda melhor, que eu. Desejo que compreendam que o cão não entra na suas vidas para os fazer felizes, mas, inversamente, a ideia é eles fazerem feliz o cão."