Manuel e o cão do vizinho


O Manuel, quando vê um cão, não resiste a correr para ele e tentar socializar. Um dos meus vizinhos tem um cão grande, penso que Serra da Estrela, preso a uma corrente e costuma ter o portão do quintal aberto. Ora a casa do vizinho fica no nosso caminho para o campo e o Manuel entra por ali a dentro. Se entro para o ir buscar, todos os outros cães vêm atrás de mim. Se o chamo, ele não me ouve porque ele e o outro cão ladram furiosamente um ao outro. O vizinho é muito simpático, mas já me avisou que o receio dele é que a corrente se parta e o cão grande agrida o Manuel. Assim, optei por levar o Manuel à trela essa parte do caminho e só o solto quando estamos no campo.
Se qualquer dos outros cães se dirige para a casa do vizinho, basta chamar que obedecem imediatamente.

Um comentário:

Pandora disse...

Pois mas o Manuel é teimoso e como sabe que o outro não lhe pode chegar, vai lá fazer pirraça.
Beijos

"Sempre que um cão sai das minhas mãos para uma nova família, desejo que o tratem tão bem, ou ainda melhor, que eu. Desejo que compreendam que o cão não entra na suas vidas para os fazer felizes, mas, inversamente, a ideia é eles fazerem feliz o cão."