A melhor profissão do mundo




Tenho trabalhado nas apresentações da Spring aos outros residentes da Casa. Supervisiono quando estão juntos e distribuo muitos mimos e biscoitos para que seja uma experiência agradável e associem a presença uns dos outros a coisas agradáveis. Tem corrido muito bem.
Hoje, o meu trabalho foi supervisionar a Spring, o Manuel e o Google juntos durante um período de tempo mais prolongado.
Deitei-me na espreguiçadeira e observei. A Spring deitou-se ao meu lado, com a cabeça encostada no meu peito. O Manuel deitou-se aos pés e o Google esteve mais tempo deitado no chão, mas vinha pedir-me festas de vez em quando.
Cheiraram-se uns aos outros, o Manuel rosnou à Spring e a mim, que queria mais espaço só para ele na espreguiçadeira, ralhei com o Manuel, a Spring lambeu-lhe o focinho… Estivemos bem.
Mais tarde, recolhidos o Manuel e o Google, juntei a Spring com o Talibocas. Cheiraram-se, o Talibocas rosnou, mas ele rosna sempre, achei que correu bem.
Agora só falta apresentar a Girassol, que é a matriarca da casa mas, como a Spring não demonstra ser agressiva, acredito que corra tudo bem.
Estar com os cães, fazer-lhes festas e companhia, alimentá-los, limpar as sujidades, manter as coisas fora do alcance de serem roídas… é o meu trabalho. Sinceramente não poderia imaginar nada que me desse mais prazer. Tenho a melhor profissão do mundo!

2 comentários:

A Tela disse...

Maravilhoso esse teu mundo que construíste...Bjs

Claudia Estanislau disse...

sem dúvida eu também sinto o mesmo em relação ao que faço e raramente levanto-me para trabalhar :D

"Sempre que um cão sai das minhas mãos para uma nova família, desejo que o tratem tão bem, ou ainda melhor, que eu. Desejo que compreendam que o cão não entra na suas vidas para os fazer felizes, mas, inversamente, a ideia é eles fazerem feliz o cão."