Casa Cheia

Apesar de já não ter a Boo para me obrigar a madrugar, acordei às seis e tal da matina! Ainda bem porque foi um dia em cheio.
De manhã, debaixo de uma chuva muito desagradável, recebi uma família felina e uma ninhada de quatro cachorros que vêm passar o fim-de-semana.
Como não estava preparada para estes hóspedes, tive de improvisar instalações para eles na garagem. Felizmente tive a ajuda do meu cunhado João que construiu uma cerca toda catita para os bebés! Improvisei uma cama com um caixote muito grande, uma manta e almofadas. Assim os meninos ficam confortáveis. Depois foi só espalhar uns jornais pelo chão para aquelas necessidades que os cachorros não controlam muito bem, deixar uma tigela grande cheia de água e um dispensador de comida, que estes meninos têm um apetite voraz.
A família dos felinos ficou instalada numa jaula grande. De um lado um tabuleiro com areia, do outro a transportadora onde se sentem mais confortáveis, uma tigela com água e outra com comida. São tímidos e ainda não tive oportunidade de brincar com eles. Talvez amanhã.
Ainda não tinha parado de chover, recebi a Xica e o Guga, dois belíssimos cães; ele de uma raça cujo nome não sei escrever (prometo que amanhã pesquiso) e ela não sei se tem raça definida, mas é uma grande beleza negra.
O Guga sentiu-se logo em casa e fez amizade com o Manuel, muito brincaram os dois. A Xica, mais tímida, ficou sentada à porta, debaixo de chuva, à espera dos donos. Tentei-a várias vezes com biscoitos, mas ignorou-me sempre. Acabei por ter de lhe colocar a trela e conduzi-la às traseiras onde está a cama dela. Acho que isso a fez sentir mais tranquila e ajudou a adaptação.
A Niki chegou ontem à noite e também ficou um bocadinho triste, mas o Manuel soube conquistá-la e, passado um bocado, já andavam os dois em grandes correrias. Hoje de manhã resolveu rebolar-se na terra dos canteiros (enquanto não colocar uma rede de protecção, as flores são para esquecer) e ficou suja e molhada, mas feliz. Também se relacionou muito bem com o Guga e acho que se vão tornar grandes amigos.
Acho que tiveram todos um dia cheio e vão dormir uma noite descansada. Eu vou.

2 comentários:

Isabela Figueiredo disse...

Meu Deus, está mesmo a casa cheia, que maravilha! E os bebés...

AL disse...

AINDA BEM QUERIDA QUE ESTÁS C A CASA CHEIA.
E COMO ÉS A PESSOA INDICADA PR ELES FICAREM QD OS DONOS NÃO ESTÃO, DE CERTEZA QUE VÃO QUERER VOLTAR.

SAUDADES DE TODOS VOS.


ANA LUISA

"Sempre que um cão sai das minhas mãos para uma nova família, desejo que o tratem tão bem, ou ainda melhor, que eu. Desejo que compreendam que o cão não entra na suas vidas para os fazer felizes, mas, inversamente, a ideia é eles fazerem feliz o cão."